Acerca de mim

A minha foto

Resido em Cabinda-Angola.
Frequento a 11 classe no IMNE, curso MAT-FIS....

Com tecnologia do Blogger.

APRESENTADO SLIDE 1 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

APRESENTADO SLIDE 2 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

APRESENTADO SLIDE 3 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

APRESENTADO SLIDE 4 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

APRESENTADO SLIDE 5 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

sábado, 26 de março de 2016

Angola: Ministro da Saúde apela ao esforço conjugado da sociedade


24/03/2016 17:24 (MINSA)
Luanda - O ministro da Saúde, Luís Gomes Sambo, apelou nesta quinta-feira ao engajamento de todos na mobilização de meios e sinergias para a resolução dos principais problemas que afligem actualmente a saúde da população.

http://www.cidadao.gov.ao/
Indicou, particularmente, as questões do saneamento básico, que passam pelo combate ao lixo e ao principal vector do paludismo, os mosquitos, e melhorar a higiene e o atendimento ao nível das unidades hospitalares.

Luís Gomes Sambo teceu estas considerações durante uma conferência de imprensa, logo após a sua primeira visita desde que ascendeu ao cargo, ao hospital de Kapalanga, no município de Viana, na capital do país.

Durante a sua visita, o governante constatou que o hospital foi reforçado com um corpo médico de cadetes militares para atender a grande demanda de pacientes que acorrem àquela unidade hospitalar.

O ministro da Saúde reiterou que doenças como o paludismo e a febre-amarela têm como causas o incipiente saneamento básico, pelo que advogou a conjugação de esforços de todas as forças vivas da nação pois, como deixou claro, a questão da saúde não diz só respeito às autoridades sanitárias, mas de todos os sectores da sociedade e da população, em geral.

O hospital de Kapalanga tem uma capacidade instalada para internar 130 doentes mas, devido à crescente procura, encontram-se neste momento internados mais de duzentos.

Fonte: Portal do cidadão

Programa de alfabetização atinge mais de 40 mil pessoas


23/10/2015 17:37 (Educação)

Um total de 40 mil pessoas frequentam aulas de alfabetização no município de Viana, em Luanda, no âmbito do Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar (PAAE), disse a responsável do PAAE em Viana, Engrácia Campos.

Engrácia Campos informou que este ano a população aderiu de forma satisfatória ao Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar, fruto de uma bem sucedida campanha de sensibilização e mobilização, que contou com a participação de igrejas, organizações não governamentais e do movimento "Vamos Aprender".
A cifra quase duplicou em relação ao ano anterior, em que pouco mais de 26 mil pessoas aderiram ao programa, disse Engrácia Campos, ressaltando que a maior parte dos alfabetizandos está na faixa etária dos 15 aos 50 anos.
O Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar inclui cinco métodos de ensino, com destaque para o "Sim, Eu Posso", salientou.
O “Sim, Eu Posso” é um método alfa numérico, em que as letras se encontram em concordância com os números, com recurso ao sistema áudio visual para facilitar o ensino.
O Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar em Viana é assegurado por 647 alfabetizadores angolanos. As aulas, com o término previsto para este mês, tiveram início em Fevereiro.
Fonte: med.gov.ao

Qualidade do ensino na mão do professor



Os professores foram exortados, pelo governador provincial de Luanda a desempenharem as suas funções com responsabilidade e rigor, para um ensino com maior qualidade, cumprindo sempre as exigências didácticas e pedagógicas.
http://www.med.gov.ao/
Graciano Domingos fez o apelo no acto provincial alusivo ao Dia Nacional do Educador, que se assinala hoje, realizado ontem no pavilhão gimnodesportivo da Cidadela Desportiva, distrito urbano do Rangel.
O governador de Luanda disse que todos os professores devem cerrar fileiras em torno da classe, melhorando os níveis de desempenho e qualidade dos seus serviços, com responsabilidade, rigor e exigência didáctica e pedagógica, na certeza de que o Executivo vai continuar também a dar prioridade à solução dos problemas que ainda afectam o sector.
“É necessário que a Educação disponha de quadros técnicos capazes e competitivos, o que só se alcança com uma educação com qualidade e com professores de prestígio e que se prestigiam".
O governador provincial de Luanda elogiou os professores que, em situação adversa, continuam a contribuir com o seu saber e profissionalismo na edificação de homens com formação técnica sólida e estruturada, para que futuramente possam ajudar o desenvolvimento do país. Manuel Inácio Gonga defendeu a adopção de políticas que incentivem especialistas das áreas técnico-profissionais a se interessarem pela docência. “Falar dos discentes é falar de docentes, já que os discentes são o produto dos professores, sendo por isso necessário ter os melhores quadros nas áreas técnico-profissionais”, acrescentou.
Acto central em Benguela
O também director-geral da escola Ngola Kiluanji considerou que, para melhorar a qualidade dos docentes, é necessário atrair especialistas com alguma experiência na área técnica e que, para o efeito, a actual política de contratação de quadros deve ser revista por não obedecer aos padrões adequados.
O Dia Nacional do Educador foi instituído para perpetuar na memória colectiva o 22 de Novembro de 1978, data em que o primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, declarou aberta a Campanha Nacional de Alfabetização.
O acto central alusivo à efeméride, presidido pelo ministro da Educação, Pinda Simão, tem lugar na província de Benguela
                                                          Produção: Secretaria geral do MED
                                                         Fonte: med.gov.ao

Mais cidadãos aprendem a ler e a escrever



Mais de 2,8 milhões de cidadãos beneficiaram desde 2011 do programa de alfabetização desenvolvido pelo Ministério da Educação, revelou na cidade de Luanda o ministro, Pinda Simão.

O titular da pasta da Educação, que discursava no encerramento de mais um curso de alfabetização, referiu que a luta contra o analfabetismo está no bom caminho e com resultados positivos.
Em 2014, por exemplo, foram alfabetizadas mais de 950 mil pessoas, salientou o ministro, lembrando que, quando foi alcançada a Independência Nacional, 85 por cento da população era analfabeta.
O ministro da Educação pediu aos cidadãos para apostarem mais na formação e contribuírem no processo de desenvolvimento do país.
“Estudar não tem idade, por isso, o Ministério da Educação vai continuar a assumir a sua responsabilidade para que todos possam dar continuidade à sua formação”, assegurou Pinda Simão.
Angola, acentuou o ministro, precisa que os seus cidadãos tenham conhecimentos académicos e competências profissionais.



Fonte: med.gov

                                              O ensino Angolano Precisa de melhorias... 
     
O governo tem feito a sua Parte e acreditamos e esperamos que nós ( a Sociedade em geral), Seja solidario e apoie essa iniciativa, pois ainda existe muitos Analfabetos no Pais em Particular em Cabinda.... Eh Nosso Dever ajudar o estado na melhoria e formacao do homem para que o Pais va em frente.
         Apoie essa causa e que Deus o Abençoe e continue le dando esse coracao manço e bondoso.

PROJECTO VOLUNTÁRIO DE ALFABETIZAÇÃO


   
    O PVA (Projecto Voluntário de Alfabetização), Surge com o intuito de fazer chegar a educação a aquelas localidades em que há carência do ensino, e por conseginte, constata-se um enorme índice de analfabetismo.

   Como o próprio nome diz voluntário, este projecto estende-se a todos aqueles professores, educadores sociais e para todo aquele que de qualquer via/método, possa e queira ajudar a AJAS com o seu projecto. Fazer lembrar que a AJAS nao cobrará dinheiro para os educandos e os educadores que estarão a leccioná-los nao têm qualquer garantia de remuneração; porém, Deus tudo sabe e tudo vê e somente ele irá nos recompensar da melhor maneira possível.

     E para todo aquele que carrece de meios financeiros e consequentemente de educacao por favor contacte-nos e estaremos disponíveis para ajuda-los. O apelo também estende-se a todos Angolanos, Instituições Governamentais e nao Governamentais, para que com amor possamos mais uma vez ajuadr o nosso proximo, melhorando assim, a educação Angolana, a qualidade de vida dos Angolanos, garantindo assim o desenvolvimento saudável do nosso país.
                                                                                          Agradecidamente, AJAS...
← Mensagens mais recentes Página inicial